sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Ambientalistas focam nas linhas de montagem espalhadas pelo país

O Estado de S.Paulo - PEQUIM
14 de dezembro de 2011

A mais recente ofensiva dos ambientalistas chineses são as gigantescas linhas de montagem que transformaram o país na "fábrica do mundo" e suprem marcas globais com produtos baratos e um alto custo ecológico. A ideia é forçar as empresas a ter uma cadeia de fornecedores "verdes", por meio da divulgação de informações sobre os que desrespeitam a lei ambiental.

"Pedimos aos consumidores que considerem o comportamento ecológico das empresas para decidir suas compras", diz Ma Jun, diretor do Institute of Public & Environmental Affairs e um dos líderes da Green Choice Alliance, movimento que reúne 41 ONGs chinesas. Criado em 2007, o grupo usa dados oficiais para identificar empresas que tenham infringido a legislação ambiental. Depois, pressionam as grandes marcas que terceirizam sua produção a fornecedores locais a não trabalharem com os que se recusam a atuar de maneira "verde". Em 2010, o grupo escolheu o setor de tecnologia - a Apple foi um dos alvos - para fazer o primeiro estudo de uma cadeia produtiva e discutir a relação com os fornecedores locais. / C.T.

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,ambientalistas-focam-nas-linhas-de-montagem-espalhadas-pelo-pais-,810762,0.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário