quinta-feira, 31 de maio de 2012

Delegação do parlamento europeu reclama dos preços e desiste da Rio+20

Daniele Bragança
09 de Maio de 2012


Depois que a chanceler  alemã Angela Merkel e o primeiro-ministro britânico David Cameron  anunciaram que não virão à Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, ontem o Parlamento Europeu também anunciou que não participará. O motivo alegado foi o elevado preço da hospedagem para a delegação, que seria um gasto inaceitável em tempos de crise na Europa.

Os coordenadores da Comissão de Meio Ambiente do Parlamento, que tomaram a decisão, criticaram os altos preços dos hotéis do Rio de Janeiro, onde estão cobrando até 600 euros por noite, segundo informações divulgadas no jornal Folha de S. Paulo. No total, 11 parlamentares viriam ao Brasil. Mesmo em grave crise econômica, essa parece uma desculpa esfarrapada para boicotar a Conferência. "Há um entrave, mas nem tanto. Se eles precisavam de um pretexto para fugir da raia na Rio+20, seria preferível arranjar um melhor", declarou, também ao Estadão, Sérgio Besserman, que coordena o grupo de trabalho Rio+20 da prefeitura carioca.

O esvaziamento politico da Conferência é um temor real. O presidente americano, Barack Obama, não confirmou, mas provavelmente não virá à rio+20. Está mergulhado na sua reeleição, assim como o primeiro-ministro britânico, que enfrenta oposição do próprio partido. São situações da conjuntura de cada país que acabam esvaziando a conferência.

Para continuar lendo a matéria clique aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário