segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Bactéria cem vezes mais fina que fio de cabelo conduz energia, diz estudo

25 / 10 / 2012


Cientistas da Universidade Aarhus, na Dinamarca, publicaram nesta quarta-feira (24) estudo na revista “Nature” que descreve uma nova bactéria encontrada no fundo do mar que funciona como um transmissor natural de correntes elétricas.

O organismo Desulfobulbus, denominado bactéria-cabo, transmite essa corrente de elétrons de uma ponta a outra, tendo uma célula alimentadora em uma extremidade e uma célula de respiro do outro lado.

De acordo com a investigação, cada bactéria mede cerca de um centímetro de comprimento e é cem vezes mais fino do que um fio de cabelo.

Sua estrutura se parece muito com a de um cabo de eletricidade, do mesmo tipo que vemos nas ruas ou que ligam os eletrodomésticos às tomadas.

Esses organismos podem ser vistos apenas com a ajuda de microscópios e foram encontradas pela primeira vez há três anos.

Auxílio à indústria de eletrônicos – Os cientistas vão analisar os novos elementos para entender o funcionamento desses organismos, qual o papel deles na história da Terra e como esta evolução biológica pode ajudar na indústria mundial de eletrônicos.

Junto com uma série de parceiros de cooperação internacional, vários cientistas na Universidade de Aarhus já abordar as questões novas e excitantes que surgem. Desde o entendimento de bioeletrônica no nível molecular para o papel das bactérias cabo na história da Terra. (Fonte: G1)

Matéria do site ambientebrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário