quinta-feira, 30 de julho de 2015

contaminação/Saúde-crise hídrica -aumento dos casos de diarréia em Campinas, São Paulo e outros 6 municípios


























“A crise hídrica escancara problemas que não são novos em relação à água e ao saneamento em São Paulo e no Brasil”

Veja tambem o Seminário: Segurança da Água para Consumo Humano na USP com os graficos do aumento dos casos de diarréia em Campinas , São paulo e outros 6 municipios.
(  http://iptv.usp.br/portal/video.action?idItem=28302 ) e(https://www.youtube.com/watch?v=CtX9ObRLazc )









Barragens na lava jato





















Vejam documentação :

Documento1



E

Judoc-Dec




Importante notar que o TCU informa a falta de licenciamento ambiental na Replan

quarta-feira, 29 de julho de 2015

CONTAMINAÇÃO DA ÁGUA EM SÃO PAULO





















-Presidente da Sabesp promete apurar elo entre doenças e a crise hídrica
Video do evento onde é levantada essa questão: Agua-crise hídrica Fiesp 22/7/15 (10/13) https://www.youtube.com/watch?v=xqicfJV68do

-Durante a crise hídrica, casos de diarreia se multiplicam em São Paulo

-Morador recebe água contaminada na zona norte

-PROTESTE constata água contaminada em SP

-Atenção: Você pode estar tomando água contaminada e ficar com disenteria em SP

-Água Contaminada na Torneira em São Paulo

-Alckmin oferece água contaminada de difícil tratamento à população de São Paulo




Video sobre o artigo abaixo:Água-USP/Segurança da Água para Consumo Humano







Dados do Centro de Vigilância Epidemiológica de São Paulo revelam quadro epidêmico de diarreia e Hepatite A no estado. Só em fevereiro, foram 35 mil casos de diarreia associados à água. Segundo matéria do jornal El País (o único jornal responsável na cobertura da crise hídrica paulista), “a intermitência do abastecimento, o consumo do volume morto das represas e o uso da água de poços e caminhões-pipa, cuja qualidade não é sempre fiscalizada conforme a lei, são as principais causas” de diarreia e hepatite A. 
Este é um caso de risco de saúde pública. Tanto a companhia de abastecimento quanto o governo estadual precisam ser amplamente questionados e, se a relação levantada pelo CVE comprovada, punidos. Segundo a Portaria n. 104 do Ministério da Saúde, eventos constantes (o abastecimento da população com água contaminada, por exemplo) precisam ter a avaliação de risco à população. Deixar pacientes com problemas crônicos no fígado sem informação sobre riscos, além de crianças e idosos com diarreia é sério e pode ser, em alguns casos, muito grave.
Estamos relatando problemas de água contaminada desde o início do ano, com casos atrás de casos. O que acontece? Quantos precisarão ser levados para atendimento de emergência e contabilizados pelo CVE para que tais eventos sejam apurados? Até na Amazônia casos de diarreia por água contaminada estão sendo resolvidos e em São Paulo, pelo que aponta a pesquisa, estamos voltando atrás.

Sanasa aumenta o valor da tarifa de agua em Campinas e justiça suspende o reajuste
















Processo nº. 1023801-52.2015.8.26.0114 Medida Cautelar Requerente: DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE SÃO PAULO Requeridas: SOCIEDADE DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E SANEAMENTO S/A. SANASA (liminar) Vistos etc. I. Trata-se de medida cautelar preparatória, com pedido de liminar, por intermédio da qual a Douta Defensoria Pública do Estado de São Paulo pretende obter a suspensão do reajuste de tarifa de fornecimento de água, em hiato de tempo inferior a doze meses do último reajuste; bem como a obtenção da exibição dos documentos que lastrearam a pretensão da referida majoração tarifária perante a Agência Reguladora. II. Pelo que se infere da Resolução nº 73 da Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí ARES-PCJ, a demandada fora autorizada a promover um reajuste tarifário de 11,98% a partir do mês de fevereiro de 2015 (fls. 21/22). Sem embargo, a demandada requereu e obteve da ARES-PCJ nova autorização para reajustes nas tarifas, da ordem de 15% a viger 30 dias após a publicação da nova Resolução (nº. 93/2015), com previsão de implementação a partir de 1º de agosto próximo. A promoção de reajustes em intervalo inferior a 12 meses contraria literal disposição da Lei Federal nº. 11.445 de 5 de julho de 2007: “Art. 37. Os reajustes de tarifas de serviços públicos de saneamento básico serão realizados observando-se o intervalo mínimo de 12 (doze) meses, de acordo com as normas legais, regulamentares e contratuais.” Por outro lado, é nítido o interesse da Defensoria Pública em obter os subsídios que embasaram a autorização do reajuste pela ARES-PCJ (Res. 93). III. Diante desse quadro presentes os pressupostos legais (fumus boni juris e o pericumum in mora), considerando especialmente a natureza essencial do fornecimento, CONCEDO a reclamada liminar, determinando à SANASA que: 1. Se abstenha de implementar o reajuste programado, autorizado pela Resolução n. 93 de julho de 2015, da ARES-PCJ, sob pena de pagar multa consistente na no pagamento do dobro do acréscimo atualizado, por cada consumidor atingido, sem prejuízo de outras sanções; 2. Exiba, no prazo de cinco dias, cópias dos documentos que justificaram a revisão tarifária impugnada, bem como o lucro da empresa no exercício de 2014. Intime-se com urgência. O mandado deverá ser instruído com cópia desta decisão, observando-se que a requerente é beneficiária da justiça gratuita, citando-se, com as advertências legais, em especial quanto ao prazo para a resposta, que é de cinco (5) dias (art. 802 do CPC), e que se não for apresentada resposta, por meio de advogado, presumir-se-ão aceitos pela requerida como verdadeiros, os fatos alegados pela requerente (art. 803, 285 e 319, todos do CPC). Dê-se ciência ao Ministério Público. IV. Após, com a resposta, ou decorrido

Noticias:
-MP pede para Sanasa explicar alta na conta de água em Campinas, SPhttp://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2015/07/mp-pede-para-sanasa-explicar-alta-na-conta-de-agua-em-campinas-sp.html
..o pedido de explicação feito à Sanasa é uma das peças que será avaliada para a decisão de iniciar, ou descartar, uma apuração sobre os aumentos. A definição deve ficar a cargo do promotor Valcir Paulo Kobori, titular da 9ª PJ que retorna do período de férias na próxima semana....
-Justiça suspende reajuste de 15% na tarifa de água da Sanasa
http://blogs.band.com.br/…/justica-suspende-reajuste-de-15…/
..Para justificar o reajuste, a empresa informou que a redução do consumo de água e o aumento do custo da operação de tratamento e captação de água provocaram um desequilíbrio econômico-financeiro nas contas da Sanasa
-OAB envia ofício à Sanasa pedindo explicação sobre aumento da água
http://www.portalcbncampinas.com.br/?p=111528
..A entidade solicitou para análise os documentos apresentados pela Agência Reguladora de Saneamento das Bacias PCJ, que concedeu o reajuste extraordinário....
-http://g1.globo.com/…/liminar-suspende-2-reajuste-na-conta-…
A ação foi solicitada pela Defensoria Pública do Estado de São Paulo na útlima sexta (24) e analisada nesta segunda (27). A principal alegação é que, pela Lei Federal nº 11.445 de 5 de julho de 2007, não é permitido conceder mais de um aumento em um período inferior a 12 meses.
-http://cartacampinas.com.br/…/sanasa-sanasa-aumenta-3-000-…/
Sanasa aumenta 3.000% o gasto em publicidade e terá novo aumento de tarifa
-http://mp-sp.jusbrasil.com.br/…/mp-obtem-liminar-contra-aum…
MP obtém liminar contra aumento abusivo da tarifa de água em Campinas
-http://www.peticaopublica.com.br/viewsignatures.aspx…
Petição contra o aumento abusivo da agua em Campinas



Charge Todo Dia 26/7/15

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Sanasa reajusta o valor da água em Campinas e a cidade se manifesta...





















Agua sobe em Campinas e cidadão entra com ação contra o reajuste, é convocada manifestação para dia 28/7/15 na frente da prefeitura , cidadão divulga abaixo assinado contra o reajuste, varias entidades questionam o aumento, etc... seguem links abaixo

Morador pede suspensão de reajustes ao MPE


Sanasa diz que elevou tarifa de água porque há menos consumo


Acuado, Jonas defende reajuste de tarifa

Ação contra reajuste de água em Campinas é entregue ao MP

Ao contrário do que dizem Jonas e Arly, receita cresceu

Assessor cita dívidas pagas

Vereadores prometem ações

Quem poupou faz críticas



Após polêmica, Sanasa diz que TV descarta a verdade

OAB pede à Sanasa informações do aumento da água em Campinas, SP

Depois da Sanasa, Ministério Público investiga cargos comissionados na Emdec


Não reajustem a conta de água em Campinas


Convocação de manifesto público-Venha dizer não ao aumento da tarifa da água
Dia 28/7/15 –das 17h00 às 20h00 em frente à Prefeitura de Campinas


Charge Jornal Todo Dia 25/7/15




Todo Dia 23/7/15




Campinas afirma que tratará 100 % do esgoto, mas temos pelo menos 70 bairros sem redes de esgotamento sanitário...





















Campinas tem 70 bairros sem esgoto... Minuto 15:45 do video abaixo:
..70 bairros sem redes de esgotamento sanitário em Campinas...
Video -2ª Audiência Pública sobre o Plano de saneamento básico 12/11/13
http://www.youtube.com/watch?v=iWxrJflW0i4







Campinas chega à capacidade de tratar 100% do esgoto
Entregas abrirão caminho para que a cidade seja a primeira do País com mais de um milhão de habitantes a ter 100% de capacidade instalada para tratamento de esgoto

26/07/2015 - 05h00 - Atualizado em 25/07/2015 - 18h42 | Da Agência Anhanguera
correiopontocom@rac.com.br



Foto: Elcio Alves/ AAN




Construção das três estações de tratamento atendem ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado pela Sanasa com o Ministério Público (MP) em 2012, para tratar 100% do esgoto até 2016



A Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A (Sanasa) entrega em agosto as Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) Nova América e San Martin, abrindo caminho para que a cidade seja a primeira do País com mais de um milhão de habitantes a ter 100% de capacidade instalada para tratamento de esgoto.

A universalização do saneamento será atingida com a construção da ETE Boa Vista, prevista para ficar pronta em 18 meses.

A autorização para a contratação da empresa responsável pela obra foi assinada na última quarta-feira pelo prefeito Jonas Donizette (PSB) e pelo presidente da Sanasa, Arly de Lara Romêo.

A construção das três estações de tratamento atendem ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado pela Sanasa com o Ministério Público (MP) em 2012, para tratar 100% do esgoto até 2016.

Com capacidade para tratar 92 litros por segundo e 106 quilômetros de rede de esgoto, a ETE Nova América recebeu investimentos de R$ 43,1 milhões, dos quais R$ 25,3 milhões do governo federal e R$ 17,7 milhões da Sanasa.

A estação vai beneficiar diretamente 35 mil pessoas de 19 bairros da região do Aeroporto de Viracopos, como Cidade Singer, Jardim Campo Belo e Jardim São Domingos.

A ETE San Martin, por sua vez, terá capacidade de tratamento de 19 litros por segundo e beneficiará sete mil habitantes da região do Matão.

O investimento total foi de R$ 13,8 milhões - R$ 3 milhões do PCJ e R$ 10,8 milhões da Sanasa.

"As obras já estão prontas e só estamos fazendo os testes na estação para iniciarmos a operação. Deixamos os tanques fazendo os testes. Com essas duas e mais a ETE Boa Vista teremos capacidade instalada para tratar 100% do esgoto produzido na cidade de Campinas. Esse é um marco histórico para a cidade de Campinas", explicou o diretor-técnico da Sanasa, Marco Antonio dos Santos.

As duas obras foram iniciadas ainda no governo Hélio e paralisadas em 2012 por causa das denúncias de corrupção envolvendo a Sanasa. As construções das estações Nova América e San Martin foram retomadas em janeiro e setembro do ano passado, respectivamente.

Santos lembrou que Campinas é uma das poucas cidades que terá condições de tratar 100% do esgoto com nível elevado de eficiência e qualidade.

"É importante ressaltar que tem cidade que fala que trata 100% do esgoto, mas trata no nível primário. O esgoto chega numa lagoa e trata com 60%, 70% de eficiência. A Sanasa está colocando estações a nível terciário, ou seja, além de remover o carbono, remove fósforo e nitrogênio. São poucas cidades que tem essa capacidade", acrescentou.

Medidas contra a seca

O diretor da Sanasa afirmou que a empresa está buscando alternativas para reduzir a dependência de Campinas do Sistema Cantareira e evitar um colapso hídrico no período de seca. Uma das medidas que está sendo avaliada é a possibilidade de utilizar a água de reúso produzida na Estação Produtora de Água de Reúso (Epar).

"Estamos contratando um estudo com o professor Ivanildo Hespanhol, da Universidade de São Paulo (USP), para ver a viabilidade de usar a água da Epar, ou fazer uma recarga direta na rede ou no manancial. Ele vai fazer esse estudo para ver o que é mais viável economicamente e tecnicamente", contou.

Outra possibilidade em estudo pela Sanasa é a construção de um reservatório para armazenar água e ficar menos dependente da vazão do Rio Atibaia.

"Estamos estudando pesado para viabilizar um barramento para a cidade de Campinas, para ficar independente dessa situação. Está em estudo e não dá para falar muita coisa. vamos preparar Campinas para os próximos 50 anos" .

ETE Nova América
Investimento total: R$ 43,1 milhões
Repasse: R$ 25,3 milhões (PAC)
Contrapartida: R$ 17,7 milhões
População atendida: 35,3 mil habitantes
Capacidade de tratamento: 92 litros por segundo
Bairros atendidos: 19 bairros

ETE San Martin
Investimento total: R$ 13,8 milhões
Repasse: R$ 25,3 milhões (PAC)
Contrapartida: R$ 10,8 milhões
População atendida: 7 mil habitantes
Capacidade de tratamento: 19 litros por segundo
Bairros atendidos: 7 bairros





=================================================================














 Atualização 2/10/17


O outro lado da historia:



-Swiss Park em Campinas não tem tratamento de esgotos em 2015 apesar de seus mais de 5000 moradores.
Reparem que o processo é da Sanasa, o que significa que não é o loteamento que esta pagando esssa conta...

-Parte do esgoto, em Campinas, ainda é despejado nos rios sem tratamento  27/7/17

-Campinas tem 70 bairros sem esgoto... Minuto 15:45 do video abaixo:

-TAXA DE ESGOTO É COBRADA ATÉ EM RUAS COM COLETA PARCIAL-2015

-245 mil moradores sem saneamento básico -2016

-PROPAGANDA DE OBRA CONCLUÍDA É ANTECIPADA SEM ACABAR REDE DE ESGOTO NO SATÉLITE 1-2014

Noticia de 2015

-Campinas chega à capacidade de tratar 100% do esgoto
 
e de 2016
Campinas passa a ter 95% do esgoto tratado

2017
-Jonas assina contrato milionário para saneamento