quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Corporativismo e impunidade

05 de dezembro de 2011

O Estado de S.Paulo

Se o órgão criado para apurar indícios de atos ilegais praticados na administração pública e punir os responsáveis pelas irregularidades se alia aos investigados, as consequências mais óbvias serão a facilitação e a disseminação das práticas sob investigação. Esta é, lamentavelmente, a situação que se está criando no serviço público, pois as corregedorias - responsáveis pela apuração de atos irregulares e punição dos eventuais culpados - estabeleceram um "acumpliciamento corporativo" com servidores envolvidos em desmandos e corrupção, como descreveu o ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo, criando uma situação por ele considerada "inaceitável" (Estado, 26/11).


Veja na íntegra pelo site:

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,corporativismo-e-impunidade-,806809,0.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário