segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Corrupção na Prefeitura de Campinas

Procuradoria vai investigar denúncias de corrupção da prefeitura
Terça-feira, 6 de dezembro de 2011 - 13h48
Da Redação
jornalcps@band.com.br


A Procuradoria-Geral do Estado vai investigar denúncias de corrupção na Prefeitura de Campinas. E para isso o procurador-geral, Fernando Grella, determinou que o Gaeco - braço do Ministério Público que investiga o crime organizado - participe da apuração.
Isso signica que Grella delegou ao Gaeco uma incubência que até então restrita à Procuradoria que é investigação de prefeito, já que Demétrio Vilagra (PT) é um dos que serão investigados. Chefes de Executivo por terem fôro privilegiado só podem investigados pela Procuradoria-Geral do Estado.
Dentro do novo escopo da investigação, os dois colegiados irão apurar qual era o papel de cada um dos denunciados pela Promotoria, como o ex-presidente da Sanasa e delator do esquema, Luiz de Aquino, os secretários do prefeito cassado Hélio de Oliveira Santos (PDT), como, por exemplo, Carlos Henrique Pinto e Francisco de Lagos.
Também será foco da nova frente das duas instâncias as irregularidades envolvendo os empreendimentos imobiliários - há suspeita de que obras foram liberadas medidante pagamento de propina a agentes públicos - e as concessões de alvarás de bares e restaurantes.
A assessoria de imprensa do Ministério Público informou que a investigação em relação ao prefeito se restringe apenas a esse caso. E o Gaeco não irá apurar sozinha, mas conjuntamente com os seis procuradores da Câmara de Investigações.

Sobre Prefeitos
O MP argumenta que a mudança irá promover a unidade e a eficiência no caso investigado.
Hélio Silveira, advogado de defesa de Demétrio, disse que acha positivo o seu cliente ser investigado. "O MP denunciou o Demétrio baseado em uma fala do Aquino que não tem prova
nenhuma. A apuração é necessária para mostrar a inocência do Demétrio", disse.

Matéria encontra-se no site:

http://www.band.com.br/campinas/conteudo.asp?ID=558518

Nenhum comentário:

Postar um comentário