segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Lugar de pássaro é na árvore

http://eptv.globo.com/terradagente/NOT,0,0,381845,Lugar+de+passaro+e+na+arvore.aspx

Movimento Resgate o Cambuí, que se prepara para chegar a 200 exemplares plantados em Campinas, quer fim da fiação aparente nas ruas do bairro.

01/12/2011 - 15:18
Josiane Giacomini, do Terra da Gente




Uma árvore em frente ao número 1592 da Rua Coronel Quirino marca o 100º exemplar plantado pela ONG Movimento Resgate o Cambuí, em Campinas (SP), de um total de 200 (número que deve ser alcançado até o final deste ano). A pequena sibipiruna está exatamente sob um poste em que um bem-te-vi fez seu ninho, por absoluta falta de galhos (fotos).
Quando ela crescer um pouco mais, Tereza Penteado, da Resgate o Cambuí, prevê que um embate estará posto: poste ou árvore? fiação aparente ou subterrânea? A entidade prepara-se para a alternativa dois, nas duas situações. "Poste não precisa existir. Tem que ser luminária", diz. E argumenta que a rua, em si, não necessita de luz (já tem a dos carros). Na sua opinião, a calçada é que precisa ser iluminada. Do jeito que é hoje, "ilumina o carro, não o pedestre", reforça.
No que depender da ONG, é por isso que eles vão brigar. Hoje organização atua no Cambuí plantando árvores e mudando o padrão dos canteiros (que até então sufocavam as plantas). "O padrão do canteiro da ONG é de 2m x 1m, com grama amendoim", explica Tereza Penteado. "A gente faz o buraco, põe terra, planta a árvore (com assessoria), põe bastão e cuida", elenca. Para o morador ou empresário, "a única coisa que tem que fazer é molhar". A Resgate o Cambuí faz o plantio aos domingos, sempre em forma de mutirão.
Em geral são plantadas mudas de sibipiruna, ipês, oitis, pau-brasil, entre outras espécies. "Todas com critério técnico", salienta. No caso do endereço da Coronel Quirino, no início desta matéria (onde fica a sede da ONG), a sibipiruna, por enquanto, ainda é um projeto de árvore. E o poste, ao lado, serviu a outro propósito: prender um lixinho diante da insistência dos passantes em sujar o canteiro. Hoje, comemora Tereza Penteado, "não tem mais lixo no pé da árvore". Para ela, as pessoas entenderam a proposta e começaram a mudar de hábito.
O endereço eletrônico da ONG Movimento Resgate o Cambuí é o

http://resgatecambui.2it.com.br/?ref=home.

Nenhum comentário:

Postar um comentário